domingo, 20 de setembro de 2009

APRESENTAÇÕES COM UM GOSTINHO DE LEMBRANÇAS

video
Dando continuidade a sequência de apresentações públicas, a Trupe Gogó da Ema de Contadores de Histórias do SESC Alagoas se apresentou, nos dias 12 e 13 de setembro, nas cidades de Teotônio Vilela e Palmeira dos Índios.
A primeira apresentação aconteceu em Teotônio Vilela. Ao chegar à cidade o frio na barriga já era presença constante, pois todos desejavam tornar aquele momento inesquecível. Para isso, o grupo se reuniu, ensaiou e deixou tudo pronto para o tão esperado momento. E assim chegou a noite! Todas visivelmente ansiosas. Uma pergunta gritava na mente e corações de todos: Como seria a receptividade do público?
Até que chegou o momento de Contar Histórias. Olhares atentos cercavam o grupo. Elza iniciou a Sessão falando com a língua do “P”, onde crianças e adultos soltaram risos estimulados por aquela linguagem diferente, ao mesmo tempo em que ficavam curiosos para descobrir como ela conseguia dominar, tamanha era sua habilidade e familiaridade com todos aqueles “P, p, p, p...”.
Histórias de Xandu, Graça e Liano, histórias sem pé nem cabeça levaram o público a dar boas risadas, ter medo do que poderia acontecer com os personagens e torcer para que o final fosse feliz.
Depois de tantas histórias, houve uma conversa descontraída com o público. As pessoas relembraram que seus familiares passavam as histórias de um para o outro até chegar o momento de repassar para seus filhos. Assim, questionaram como o grupo aprendeu a arte de Contar Histórias.
Da mesma forma, aconteceu à apresentação na cidade de Palmeira dos Índios. Corações abertos para rir e se emocionar, junto com seus familiares. Eram pessoas de todas as idades que não tiravam os olhos das integrantes da Trupe.
Essas apresentações tiveram um gostinho especial já que boa parte das integrantes são dessas cidades e após um ano de pesquisa para montagem da sessão de contação de histórias “Histórias do Velho Graça” puderam apresentar esse trabalho para seus familiares, amigos, educandos das Unidades do SESC Ler e seus conterrâneos.
Para não perder o foco do trabalho constante de pesquisa, o grupo aproveitou a proximidade com a cidade de Quebrangulo (terra natal de Graciliano Ramos) e subiu a serra, fazendo uma busca às origens do nosso ícone.

2 comentários:

  1. Legal!
    Foi realmente muito bom

    luciene

    ResponderExcluir
  2. Soube que foi bem especial esse encontro!!! Sabe aquela pontinha de inveja por não poder ter ido a esses encontros? Pois é!!!

    ResponderExcluir